terça-feira, 29 de abril de 2014

CONSTATAÇÃO DO DIA DE HOJE


Quando logo pela manhã,os deuses parecem estar a conspirar contra ti, e ao longo do dia te sucedem várias situações que só chateiam e desgastam,mas tens a consciência tranquila, tens a razão e a certeza de não ter errado...respira fundo...conta até 10 (ou 20 se for preciso), mantêm a tua postura,dá uma uma gargalhada,sorri e tudo acaba bem.
Hoje foi assim!Foi um dia de m**** mas simultaneamente foi um dia muito bom!


segunda-feira, 28 de abril de 2014

domingo, 20 de abril de 2014

FELIZ PÁSCOA...PÁSCOA FELIZ



Mesa posta...cabrito no forno...pão de ló a caminho!
Boa Páscoa para todos.

  PS:Só falta abrir o 123456789 pacote de amêndoas desta época,mas juro que será o último!

domingo, 6 de abril de 2014

HÁ DIAS





"Há dias tão grandes que parecem um mês inteiro.
Há dias que passam num abrir e fechar de olhos.
Há dias para esquecer.
Há dias para lembrar.
Há dias simples.
Há dias,meu Deus,que são uma confusão.
Há dias silenciosos,metidos nos seus botões.
Há dias que dão vontade de falar.
Há dias cheios e dias em cheio.
Há dias quase vazios.
E dias que mudam as nossas vidas.
Há dias em que só pensamos no futuro.
E dias em que temos saudades de quase tudo.
Há dias com grandes manhãs.
E dias que se prolongam pela noite dentro.
Há dias ensonados.Nublados como sonhos.
Há dias reais.Dias irreais.E dias surreais.
Há dias cheios de amigos.
E outros mais sózinhos.
Há dias em que chove a cântaros.
Há dias em que perdemos a chave...
E dias em que perdemos o autocarro.
Há dias em que o rei faz anos.
Há dias de greve.De trânsito e engarrafamentos.
Há dias sem carros.
Há dias da mãe,do pai e da criança.
Dias da música,da água e da dança.
Há dias em que perdemos a esperança.
Há dias em que cruzamos os braços.
E dias em que arregaçamos as mangas.
Há dias em que ninguém nos cala.
Há dias em que nos apetece mandar nisto tudo!
Há dias em que temos vontade de partir.
E dias em que temos vontade de voltar.
Há dias coloridos.Há dias coloridos.
E dias a preto e branco.
Há dias negros(verdadeiramente maus). E dias azuis.
Há dias trágicos.
Há dias em que aprendemos uma palavra nova.
E dias em que temos uma palavra mesmo debaixo da língua.
Há dias em que tudo são sete cores.
Os pássaros,a vizinha,o senhor do talho,as flores!
Há dias bons para andar de bicicleta (e de triciclo).
Há dias em que perdemos a cabeça.
Há dias em que começamos tudo do principio.
Há dias que já lá vão.
Há dias que nunca mais chegam.
Há dias em que contamos os dias para as férias.
Há dias em que temos orgulho do nosso País.
E outros que nos deixam muito envergonhados.
Há dias de cerimónia.
E outros em que nos apetece andar descalços.
Há dias que passam a correr.
E dias que vão andando...
Há dias de surf.E dias de sofá.
Há dias em que não fazemos os trabalhos de casa...
E dias em que partimos o mealheiro.
Há dias que esticam.
Há diasque deviam durar para sempre.
Há dias em que nos apetecia mesmo dormir debaixo de uma grande árvore.
Há dias em que precisamos de um café...
E dias em que precisamos de um abraço.
Há dias em que fazemos um amigo.
Há dias em que as coisas andam para trás.
E dias em que o mundo anda para a frente.
Há dias que pedem uma banda sonora.
E dias em que apetece cantar no duche.
Há dias e dias,
Dias que não são dias...
E melhores dias hão de vir."

Isabel Minhós Martins
Bernardo Carvalho





quarta-feira, 2 de abril de 2014

O CORAÇÂO E A GARRAFA

                        

 
 
O Coração e a Garrafa,de Oliver Jeffers , fala-nos de uma menina fascinada com o mundo à sua volta. Até que um dia algo aconteceu que a fez pegar no seu coração e guardá-lo num sítio seguro. Pelo menos durante algum tempo… Só que, a partir daí, nada parecia fazer sentido. Saberia ela quando e como recuperar o seu coração? Com esta história comovente, Oliver Jeffers explora os temas difíceis do amor e da perda, devolvendo-nos, de maneira notável, um sopro de alento e de vida.
As ilustrações são lindíssimas,e hoje,Dia Mundial do Livro Infantil foi uma das minhas aquisições.
"A Fábrica das Palavras" e "Como apanhar uma estrela" foram outros a que não resisti!


UMA POESIA



Soma


Não te fies em balelas
Nem somes mais do que a conta.
Às vezes muitas parcelas
Dão soma de pouca monta

Subtracção

Cuidado com a subtração!
Se subtrais soma alheia
Podes ir ter à cadeia!
Tenta outra operação...

Multiplicação

Multiplica, multiplica,
Que é o que faz a gente rica!
Peixes por pão é que não:
É muita multicomplicação!

Divisão

A divisão é a arte
De ficar com a melhor parte.
Se dúvidas não dividas!
Ou divide só as dívidas!


Manuel António Pina