segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

RELEASE ME-NOVA VERSÃO



Nova versão de Release me,êxito de Engelbert Humpeedinock,em 1967.
Agora 30 elementos do Dybrook&District Male Voice Choir dão-lhe vida nova.
Um bom vídeo e uma letra engraçada.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

EU JÁ RECEBI !

A AFECTIVIDADE NA RELAÇÃO PROFESSOR/ALUNO

Basta fazer uma introspeção ao nosso percurso escolar,ou ouvir com atenção o que dizem os nossos filhos para perceber que um "Bom" professor é meio caminho andado para uma boa aprendizagem,isto é:o professor tem sem dúvida,uma grande influência no processo de aprendizagem.
As suas atitudes e comportamentos podem,e influenciam,positiva ou negativamente o processo de aprendizagem.Segundo Vygotsky,a construção do conhecimento acontece como sequência de um processo de interação entre as pessoas.O papel do outro no processo de aprendizagem,é fundamental,pois é através dos outros que a criança estabelece relações com os objetos de conhecimento,mas também constroi o seu próprio ser e a sua forma de agir.
A relação que carateriza o "ensinar" e o "aprender",ou a aprendizagem,acontece a partir de ligações entre as pessoas; o seu inicio acontece no seio da família e a sua base é afectiva:é onde emergem as primeiras emoções que,segundo Wallon,são de componente orgânica e que visam a satisfação de necessidades e desejos.Só mais tarde,quando surgem os elementos simbólicos,é que as emoções se transformam em sentimentos,que são de ordem psicológica.O professor tem que desenvolver competências que possibilitem ao educando uma boa adaptação ás novas culturas e aos novos padrões de conduta social.A responsabilidade do educador é a de preparar os seus educandos para que se tornem cidadãos activos na família,no trabalho e na sociedade.
Além disso, a civilização atual vive um ambiente de grande competitividade e seleção e esse ambiente vive-se já nas nossas escolas.Dessa forma o professor precisa estar consciente que cada aluno é um ser individual,um ser humano,com altos e baixos,com medos,problemas,aspirações e objetivos.O aluno é um ser em formação,imperfeito,que erra,mas com muitas potencialidades a desenvolver,e para que isso aconteça,precisa de sentir,da parte do professor,aceitação,elogios e confiança.
A interação professor/aluno deve ultrapassar os limites profissionais,escolares e de ano lectivo.Deve ser uma relação que deve deixar marcas,de preferência positivas!...
Não é por acaso que em jantares de " antigos alunos de..." que agora estão tão em voga,se recorda o professor X e a professora Y,por bons e por maus motivos.
Pessoalmente alegra-me sentir que,após tantos anos de actividade (sou uma "jovem" Educadora,há 25 anos no activo)quando encontro ex-educandos é com um sorriso e boas recordações que eles se lembram de mim.Aliás,são eles que muitas vezes tomam a iniciativa do primeiro contato pois eu continuo na mesma( uma ou duas rugas e Kilos a mais!...) e eles cresceram,modificaram-se muito e deixaram de ser aqueles meninos e meninas em que eu um dia peguei ao colo,e transformaram-se em homens e mulheres lindos!
Ser Educador não é uma tarefa simples...é uma tarefa que exige Amor,disponibilidade e também uma grande responsabilidade:"Educar com consciência é uma opção.Educar com Amor é Sabedoria".

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

É PROIBIDO


É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.

É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.

É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender os que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.

É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.

É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.

É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.

É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.

É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.

É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

Pablo Neruda

LEMBRAM-SE?

Estão bem mais velhinhos mas continuo a gostar de os ouvir. Além disso esta música sempre foi uma das minhas preferidas e numa altura em que "vivo em águas bem agitadas"
vale-me os alicerces fortes da minha "ponte" e de quem está ao meu lado.OBRIGADA a todos em geral e a cada um em particular!


segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

sábado, 19 de fevereiro de 2011

PRIORIDADES NA VIDA

Hoje acordei a pensar o que leva as pessoas a optar por uma coisa em vez de outra,se quando o fazem pensam nas consequências a longo ou a médio prazo,se pensam ou não, se irão tornar-se melhores e fazer os outros felizes...
O estabelecer prioridades na vida não devia ser levado de uma forma tão leviana como se vê nos dias de hoje!O facto de vivermos nuns dias de "corre corre" em que nos parece que as 24 horas não chegam para tudo o que temos que fazer,em que o orçamento familiar parece que não estica,em que os encontros ficam esquecidos em prol do facebook. ..levou-me a pensar num texto que em tempos li.Procurei e encontrei:

"Na sala de aula, o professor estava de pé com alguns objectos em cima da secretária. Quando a aula começou ele, calado, pegou num frasco grande de vidro vazio e começou a enchê-lo com bolas de golfe. Quando não cabiam mais, ele perguntou aos alunos se achavam que o frasco estava cheio.
Todos responderam que sim.
O professor então pegou num saco de feijões secos e, ao chocalhar o frasco, estes iam entrando para os buracos vazios entre as bolas de golfe. Quando não cabiam mais, ele perguntou aos alunos se achavam que o frasco estava cheio.
Todos responderam que sim.
Neste ponto, o professor despejou um saco de areia para dentro do frasco. Como é óbvio, a areia ocupou todo o espaço restante do frasco. Quando não cabiam mais ele perguntou aos alunos se achavam que o frasco estava cheio.
Todos responderam que sim.
Foi então que o professor agarrou em dois copos de café e os entornou lá para dentro. Agora sim, não havia mais espaço.
Os alunos desataram a rir !!!
"Agora," disse o professor enquanto as gargalhadas ainda se ouviam, "eu quero que vocês reconheçam que este frasco representa a organização da vossa vida".
-"As bolas de golfe são as coisas mais importantes: a família, os filhos, a saúde, os amigos e tudo o que vos é mais querido, de modo a que se tudo na vida desaparecesse e só ficassem elas, a vossa vida continuava cheia!
-"Os feijões são as outras coisas importantes da vida: o trabalho, a casa, o carro
-"A areia é tudo o resto das coisinhas pequeninas.
"Se encherem primeiro o frasco com a areia, já não há espaço para o feijão nem as bolas de golfe. O mesmo se passa com a vida. Se gastarem todo o tempo e a vossa energia com as pequenas coisas nunca vão ter espaço para as coisas que são verdadeiramente importantes para vocês. Prestem atenção às coisas que são essenciais à vossa felicidade.
Brinquem com as crianças. Tirem tempo para ir ao médico, talvez fazer um check-up. Saiam para um jantar romântico. Vai haver sempre tempo para arrumar a casa, para despachar um trabalho que só falta um bocadinho. Tomem conta das vossas bolas de golfe primeiro, das coisas que têm mesmo importância. Tenham prioridades. Para o resto vai sempre haver espaço. Não encham o vosso frasco primeiro com a areia, pois as bolas de Golfe não vão caber no fim.
Um aluno perguntou: E o café o que é ?
- Ainda bem que perguntas. Eu ia agora mesmo dizer-vos. É que mesmo que sintam que a vossa vida está cheia, há sempre espaço para beber um café com um amigo."

Recomendo a leitura deste livro que ajuda quando temos que enfrentar um problema:
tudo que precisamos fazer é pensar: Quais serão as consequências da minha decisão em 10 minutos? Em 10 meses? Em 10 anos? Recordando histórias marcantes em sua vida e de outros praticantes dedicados do método 10-10-10, Suzy Welch revela-nos como explorar o impacto de nossas decisões sobre profissão, família, filhos e vida afetiva, ajudando-nos a identificar e a viver de acordo com nossos mais profundos valores e objetivos.
Se todos tivéssemos pensado 10-10-10 talvez fossemos todos um pouco mais felizes!...